Como estão suas metas para o resto do ano?

Você tem metas?

43491bion7x44vr

Quando o ano de 2014 estava prestes a começar, você fez aquela lista linda e enorme, cheia de coisas que você gostaria de cumprir? Pois é, eu também. Só que desde Janeiro os meses passaram, e o primeiro semestre passou também. E aquelas metas? Você simplesmente se esqueceu delas,ou sempre volta a ela para ver como está se saindo? Para ser sincera com você, eu quase sempre me esqueço. É chato isso. Eu sei.

Bom, já estamos no mês de Agosto, 08 meses já se passaram desde a virada do ano, o ano está passando rápido demais. Parece que 24 horas no dia é pouco tempo. Então, vamos tirar um tempinho, revisar aquela lista e analisar algumas coisas?

Vamos lá!

Coracao6 Analisar as metas que você conseguiu cumprir: O que você já conseguiu cumprir nesse ano? Que faziam parte das suas metas? Se orgulhe disso, e lembre-se de que você se esforçou para que aquelas metas fossem cumpridas.

Coracao6 Analisar as metas que você NÃO conseguiu cumprir: O que você não conseguiu cumprir ainda? E quais são os motivos que você não conseguiu? Foi por preguiça (o que acontece principalmente na meta Vou emagrecer hauhaua), ou por falta de planejamento, ou porque colocou uma meta muito difícil quase impossível (o que vou explicar no próximo tópico)

Coracao6 Analisar as meta que você NÃO cumpriu por ser muito difícil: Tá, vou explicar, fique tranquilo. Sempre sem querer colocamos metas praticamente impossíveis de serem realizadas no momento… Por exemplo: Coloquei nas minhas metas que quero minha casa própria, porém, não estou guardando dinheiro para a entrada da casa… É uma meta que não depende totalmente de você fazer para cumprí-la (tanto que para comprar a casa própria, precisa de financiamento). É isso que estou querendo dizer com metas muito difíceis.

Depois de analisados esses três pontos, vamos focar no segundo ponto. E você vai olhar o que ainda pode cumprir dessas metas em 2014. Pois ainda há tempo! Então, vamos lá? Sempre lembrar de nossas metas, e conseguir conquistá-las! Para que chegue o próximo ano, e tenhamos metas novas para colocar, não as antigas que de ano em ano colocamos e não cumprimos.

Té mais pessoas,

tumblr_inline_mgmxdz5Bw81qid2nw

Eu vejo…

Olhei para dentro dos seus olhos, olhei bem, no fundo dos seus olhos, parece que eu via tudo o que ela era. Vi coisas que eu já sabia, mas também vi segredos que pareciam ser tão bem guardados, que nunca ninguém soube.

Vi em seu olhar a sinceridade, ao mesmo tempo vi o medo, um olhar um pouco assustado por eu ter conseguido enxergar sua alma. Apreciando aquele olhar vejo a beleza interior que tem, consigo ver seus momentos de desespero, vejo seus pensamentos apaixonados, vejo insegurança, ao mesmo tempo que vejo momentos de coragem e autoconfiança. Vejo o quanto ela sofreu com a saudade, com a dor de um amor distante, sua ansiedade, seus momentos de irritação por ter sido castigada para viver tão longe do seu amor. Olho em seus olhos e vejo o quanto lembranças ruins foram trancafiadas em um cofre para que ninguém saiba, mas que, em alguns momentos essas lembranças saltam magicamente do cofre trancado e a atormentam. Vejo também que ela é cheia de esperança, não desanima nunca; na verdade chega a quase desanimar, mas nessas horas ela recebe uma força incrível que a faz se levantar e continuar com ainda mais fé, com mais perseverança e acreditando sempre no amor. Ela é guerreira, é forte.

Ao olhar em seus olhos, vi sua criança interior em duas resoluções… ao mesmo tempo que vi uma criança com olhar baixo e insegura, querendo ficar apenas quieta em seu canto; vi uma criança alegre, olhando em meus olhos, cheia de vontade de viver e com o coração cheio de esperança. Ela acredita na humanidade, acredita na bondade do próximo, acredita no amor. Seus olhos transmitem coragem, transmitem calma, sabedoria por ter aprendido com cada dor sentida, ousadia para tentar fazer seu melhor e ajudar as pessoas. Seu coração é de um jeito diferente, mas semelhante ao de muitas pessoas; que deixam de pensar em si próprias para ajudar ao próximo que precisa.

Assim ela é, menina corajosa, mulher guerreira e criança sonhadora. Seus sonhos são seus maiores projetos de vida, sua alegria em viver contagia muitas pessoas que só veem escuridão em seus dias. Mas é uma pessoa normal, sofre, muitas vezes sofre calada… mas sempre tenta aprender alguma lição com o sofrimento. Pode não ser muito boa em ajudar a si mesma, mas não mede esforços para auxiliar o próximo. Ela tem uma vida simples, uma vida alegre, uma vida de responsabilidades e projetos, sendo assim, a vida dela é feliz.

 

Ciclos em nossas vidas

Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final…

blog (197)

Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.

Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos. Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram.

Foi despedida do trabalho? Terminou uma relação? Deixou a casa dos pais?

Partiu para viver em outro país?

A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações?

Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu. Pode dizer para si mesma que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó. Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seu marido ou sua esposa, seus amigos, seus filhos, sua irmã, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado.

Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco. O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar.

As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora.

Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem.

Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração… e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar.

Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se. Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos. Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor.

Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais.

Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do “momento ideal”.

Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará.

Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa – nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade. Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante.

Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida. Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é.

Torna-te uma pessoa melhor e assegura-te de que sabes bem quem és tu própria, antes de conheceres alguém e de esperares que ele veja quem tu és…

E lembra-te : “Tudo o que chega, chega sempre por alguma razão”.             (Fernando Pessoa)

Abrir e fechar de Ciclos

Uma vez alguém me disse: “Bia, a vida é um constante abrir e fechar de ciclos.”

 

Demorei um tempo para entender isso, e quando isso aconteceu comigo, pude perceber que estava fechando um ciclo na minha vida, e um novo momento se abria para mim.

E hoje eu me encontro em mais um fechamento de ciclo da minha vida. Não é um momento digamos, “fácil”, pois toda mudança traz consigo exigências, e elas exigem responsabilidade, maturidade… e isso talvez acabe doendo um pouco.

Cada fechamento de ciclo da vida significa novo aprendizado, mais maturidade, mais comprometimento e mais responsabilidades. Afinal, é nas dificuldades que nos tornamos mais fortes, mais corajosos e aprendemos grandes lições.

O final de uma jornada. O começo de outra. A vida é feita de experiências, de diferentes situações que nos ocorrem, de drásticas mudanças. O que importa é que possamos finalizar cada ciclo com gratidão por tudo que Deus nos permitiu. E iniciar o novo ciclo com a esperanã duplicada, com as energias renovadas e com muita alegria e disposição para o que há de vir.

Compartilhando aqui com vocês, a única palavra que Deus traz ao meu coração é essa:

“não temas, porque Eu sou contigo; não te assombres, porque Eu sou teu Deus; eu te fortaleço e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça.” Isaías 41:10

A esperança está no recomeçar!

Mensagem para alguém ler…

Sabe que eu sempre sonhei em encontrar no mar uma daquelas garrafas com mensagens? Acho que seria super emocionante… Quando criança, ficava admirada com histórias de piratas… eu adorava! Criava minhas próprias histórias de piratas cabulosos, grandes guerras, milhares de aventuras… Me imaginava em um anvio enorme encontrando uma daquelas garrafas… Ah, era fantástico!

Enfim, ainda tenho o sonho de colocar uma garrafa com uma mensagem no mar… Torcendo que um dia, em algum lugar, alguém encontrasse-a e ficasse feliz com o que leria. Me peguei pensando em que tipo de mensagem eu escreveria… Uma mensagem, para alguém, que qualquer pessoa poderia encontrar…

E qual mensagem seria? Essa aqui ó:

pergaminho

 

É uma mensagem que aplico sempre à minha vida, e é importante… Que todos que a leiam possam se identificar e viver uma vida feliz agora, hoje, nesse exato momento!

 

Olhe para cima

Encontrei esse vídeo rodando no Facebook, e achei importante postar aqui também…

Esse vídeo traz uma lição muito importante, realmente temos dedicado nossa atenção mais ao fato de “estar conectado” do que olhar à nossa volta.

Que possamos desligar a tela de nossos smartphones e olhar para a vida maravilhosa que está ao nosso redor enquanto estamos teclando!

Essa lição precisa ser repassada para o maior número de pessoas!

Ative a legenda e aprenda essa grande lição!

Casa Arrumada

Casa arrumada é assim: Um lugar organizado, limpo, com espaço livre para circulação e uma boa entrada de luz.

casa

Mas casa, para mim, tem que ser casa e não centro cirúrgico, um cenário de novela. Tem gente que gasta muito tempo limpando tudo, esterilizando, ajeitando móveis, afofando as almofadas… Não, eu prefiro viver numa casa onde eu bato o olho e percebo logo: Aqui tem vida!

Casa com vida, pra mim, é aquela em que os livros saem das prateleiras e os enfeites brincam de trocar de lugar. Casa com vida tem fogão gasto pelo uso, pelo abuso das refeições fartas, que chamam todo mundo pra mesa da cozinha. Sofá sem mancha? Tapete sem fio puxado? Mesa sem marca de copo? Tá na cara que a casa é sem festa. E se o piso não tem arranhado, é porque ali ninguém dança.

Casa com vida, pra mim, tem banheiro com vapor perfumado no meio da tarde. Tem gaveta de entulho, daquelas que a gente guarda barbante, passaporte e vela de aniversario, tudo junto…

Casa com vida é aquela em que a gente entra e se sente bem-vinda. A que está sempre pronta para os amigos, filhos, netos, pros vizinhos… E nos quartos, se possível, tem lençóis revirados por gente que brinca ou namora a qualquer hora do dia.

Arrume a casa todos os dias… Mas arrume de um jeito que lhe sobre tempo para viver nela… E reconhecer nela o seu lugar.

Carlos Drummond de Andrade